sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

HISTÓRIA ILUSTRADA DA UNIVERSIDADE DE SOROCABA (UNISO)

APRESENTAÇÃO

         Quando concluí meus estudos de segundo grau no Liceu Pedro II em Sorocaba, parti para a realização de um grande sonho – o curso superior. Isto foi no ano de 1970. O primeiro grau eu fiz na Associação Cristã de Moços de Sorocaba - ACM - Madureza, com exames em Itu-SP e no Colégio Prof. Júlio Prestes de Albuquerque (Estadão) em Sorocaba, onde recebi meu certificado de conclusão.
         Meu grande desejo era cursar História. Ocorre que na Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Sorocaba esse curso não era disponível no período noturno e de dia eu trabalhava na Cia. Brasileira de Alumínio.
         Prestei vestibular para Pedagogia e fui muito bem sucedido, colocando-me entre os primeiros classificados, isto no ano de 1971, quando já tínhamos três filhos. Concluí meus estudos com licenciatura plena em Pedagogia com habilitação em Orientação Pedagógica e Educacional.
         Por sua vez, minha esposa Claudineide Marra Ribeiro fez nessa mesma faculdade o curso de Letras – Licenciatura Plena –Português/Inglês nos anos de 1980 a 1982. Ela se tornou professora na rede estadual e se aposentou em 2009.
Eu, por trabalhar de dia na Cia. Brasileira de Alumínio optei por trabalhar no curso noturno do Supletivo Municipal (Mairinque e Alumínio) de 1975 a 1985, tendo lecionado ainda no Sistema Educacional Barão em São Roque. 

HISTÓRICO DA UNISO

 A origem da Uniso foi a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Sorocaba, criada como Faculdade Municipal, em 1951, mas que só começou a funcionar quando o Bispado de Sorocaba aceitou a responsabilidade de administrá-la, sem qualquer ônus, em 1954, com os dois primeiros cursos: Pedagogia e Letras Neolatinas. No ano seguinte, três novos cursos: Filosofia, Geografia e História. Começo modesto e, paradoxalmente, brilhante para a época, com professores vindos de São Paulo e do exterior, e cursos de tempo integral, manhã e tarde, em prédio cedido pela Prefeitura, onde hoje está o câmpus Trujillo. De 1958 a 1988, atendendo às demandas sociais de Sorocaba e Região, foram criados, além de Matemática, três cursos na área das Ciências Sociais Aplicadas, a saber: Administração de Empresas, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, desenvolvendo-se, paralelamente, muitas atividades de extensão ligadas aos nove cursos de graduação então existentes. Contando já com bom potencial acadêmico, reconhecido pela sociedade local, foram oferecidos os primeiros cursos de pós-graduação lato sensu, em 1973, com grande incremento a partir da década de 80, nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e Linguística, Letras e Artes. Em 1988, a Fundação Dom Aguirre, mantenedora das duas Faculdades então existentes, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras e a Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas, com base na legislação da época e na inexistência de universidade estatal na cidade, houve por bem iniciar o processo de transformá-las em Universidade. Foram seis anos de um trabalho preparatório muito proveitoso, com a orientação qualificada de uma Comissão Especial do Conselho Federal de Educação. O primeiro passo foi a constituição, em 1992, das Faculdades Integradas Dom Aguirre -Fida e, em 1994, pela Portaria Ministerial nº 1.364, de 13 de setembro de 1994, publicada no Diário Oficial em 15 de setembro de 1994, chegou-se à criação da Uniso, Universidade Comunitária, voltada para a formação de profissionais éticos e competentes, à luz dos princípios cristãos. A partir de 1995, a Uniso criou os cursos de Análise de Sistemas, Direito e Comunicação Social com as habilitações em Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas; Administração em Comércio Exterior, Letras, com habilitação em Português/Espanhol, Hotelaria, Turismo, Terapia Ocupacional, Farmácia, Sistemas de Informação, Nutrição, Ciência da Computação, Física, Teatro: Arte/Educação, Química, Biotecnologia e vários Cursos Tecnológicos. Em 1999, foi inaugurada a Cidade Universitária, terceiro câmpus, depois do Trujillo e do Seminário. Em 2002, foi criada a Unidade Tietê, onde funcionaram os cursos de Pedagogia e Administração. Para comprovar fortemente seu status de Universidade, a Uniso, desde 2002, vem trabalhando também no desenvolvimento da pós-graduação stricto sensu, aumentando progressivamente o corpo docente de tempo integral e a publicação científica, podendo, assim, oferecer seu primeiro Mestrado, em Educação, recomendado pela Capes, tornando-se a primeira Universidade da Região a oferecer curso de pós-graduação stricto sensu. Em 2006, começaram a funcionar os Cursos Superiores de Tecnologia em Gestão de Marketing de Varejo, Gestão de Produção Industrial, Gestão Financeira, Design Gráfico e o bacharelado em Biotecnologia. Também, foi recomendado pela Capes o reconhecimento do curso de Mestrado em Comunicação e Cultura, na área de concentração em Mídias e com as Linhas de Pesquisa: “Comunicação Midiática” e “Produção Cultural Midiática”. Em 2007, os Cursos Superiores de Tecnologia em Gestão Ambiental, Gestão da Produção Industrial, Logística e Marketing revisaram suas denominações e seus Projetos PolíticoPedagógicos, em razão da necessidade de se adequarem ao Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. Respeitando as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração e em Pedagogia, também em 2007, extinguiram-se as habilitações existentes nesses dois cursos. No mesmo ano, Comércio Exterior, antiga habilitação do curso de Administração, passa a ser oferecida como curso de graduação bacharelado. Em 2008, foram criados cinco cursos tecnológicos, a saber: Gestão de Equinocultura; Gestão da Qualidade; Design de Produto; Gestão de Tecnologia da Informação e Processos Químicos, e o bacharelado em Design. Também foi recomendado pela Capes, o reconhecimento do curso de Mestrado em Ciências Farmacêuticas. Em 2009, a Universidade iniciou o funcionamento dos Cursos Superiores de Tecnologia em Design de Interiores, Design do Produto e Gestão da Qualidade, além do bacharelado em Design. Em 2010, houve a posse de uma nova Reitoria, a primeira por eleição. Nesse sentido, houve a integração das Pró-Reitorias de Graduação, de Pós-Graduação e Pesquisa, e de Extensão e Assuntos Comunitários em uma nova Pró-Reitoria, a Acadêmica. Também houve a concentração da maior parte das atividades institucionais na Cidade Universitária e no câmpus Trujillo, ficando o câmpus Seminário com atividades de extensão e de atendimento à comunidade externa. Nesse ano, também iniciaram suas atividades os seguintes cursos de graduação: Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Dança, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Estética e Cosmética, Fisioterapia, Gestão Comercial, Música e Processos Gerenciais. Também, nesse ano, foi recomendado pela Capes o reconhecimento do primeiro Doutorado da Universidade, em Educação. Em 2011, o Conselho Universitário aprovou a criação do curso de graduação em Psicologia. Nesse ano, foi inaugurado o Bloco E da Cidade Universitária, com 14 (quatorze) salas de aula. Ainda, na Cidade Universitária, foram inaugurados o Laboratório de Eletricidade, no Bloco E, e os laboratórios de Materiais e de Materiais de Construção, no Prédio da Biblioteca, bem como o Laboratório de Fisioterapia e Enfermagem, no Bloco D. Em 2012, começou a funcionar o curso de Medicina Veterinária e foram inaugurados os laboratórios de Conforto Ambiental, de Pesquisa em Toxicologia – Lapetox, de Solos, de Estética, de Desenho e o Núcleo de Saúde; ainda, nesse mesmo ano, efetuou-se a parceria da Universidade com o Instituto Nextel, atuando no desenvolvimento de jovens, a fim de ampliar as oportunidades de inserção no mercado formal de trabalho. Em 2013, começaram a funcionar os cursos de graduação em Agronomia, Design de Moda, Educação Física (bacharelado), Engenharia de Alimentos, Engenharia de Bioprecessos e Biotecnologia, Engenharia de Materiais, Eventos, Geografia, Jogos Digitais, Letras: PortuguêsEspanhol, Psicologia, Química Industrial, Relações Internacionais e Segurança do Trabalho. Também nesse ano, foi recomendado pela Capes o curso de pós-graduação stricto sensu, Mestrado Profissional, em Processos Tecnológicos e Ambientais, e inaugurado o Bloco F, o maio prédio da Cidade Universitária, a qual recebeu a denominação de Cidade Universitária Professor Aldo Vannucchi. Quanto à Educação a Distância, ela vem se afirmando na Uniso, desde 2002, com o preparo da infraestrutura física e a formação específica de professores para oferta da modalidade semipresencial em vários componentes curriculares dos cursos de Graduação e de Especialização. Referente à Especialização, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP credenciou o curso de Especialização em Gestão Ambiental.

Fonte:  http://www.uniso.br/uniso/doc/historico_uniso.pdf


FOTOS ILUSTRATIVAS


Campus - Cidade Universitária


Campus Trujilo


Campus Seminário


Unidade de Tietê, SP


Dirigentes - Anos 50


Professor Aldo Vanuchi - Um 
dos idealizadores e principal
 organizador da universidade


Prof. Antonio Pedro Miziara
Professor de Estudos de Problemas
Brasileiros. Era monsenhor e se
tornou bispo de Bragança Paulista


Prof. Arthur Fonseca Filho
Professor em nosso curso


Prof. Luiz Almeida Marins Filho
Fez a primeira palestra para nossa
turma na condição de calouros
Assunto: Projeto Rondon


Minha colação de grau - Professor Lauro
Sanchez, diretor da FAFI (1973)


Colação de grau de minha esposa
Claudineide Marra Ribeiro -Diretor
da FAFI Prof. Aldo Vanucchi - 1982



CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.
        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação, ou por mensagem no Facebook.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM



Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, pedagogo e historiador diletante. 
É presbítero em exercício da Igreja Presbiteriana do Brasil, servindo atualmente na Igreja Presbiteriana Rocha Eterna de Sorocaba.
E-mail: prebwilson@hotmail.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário