terça-feira, 30 de maio de 2017

SANTIDADE NO CASAMENTO

APRESENTAÇÃO

No próximo domingo (04-06-2017) deverei ministrar estudo sobre “Santidade no Casamento” na minha classe de Escola Bíblica Dominical na Igreja Presbiteriana Rocha Eterna, da qual sou um dos professores.

O estudo está estampado em uma revista adquirida para essa finalidade. Aliás, é bom que se diga que são treze lições,enfocando também outros temas, as quais são ministrados também na classe frequentada pelas mulheres e na classe de jovens (mista).

Buscando mais subsídios para enriquecer o tema, procurei na internet e selecionei este, o qual achei por bem compartilhar com os leitores do meu blog.

Vamos a ele:


"Viver a santidade no casamento é um desafio. As impurezas (pecados) tendem se incrustar em todos os compartimentos da vida conjugal.

Na vida financeira, por exemplo, o pecado pode estar presente na forma de propina, da sonegação, de retenção do dízimo (At 5.1-11).

Na vida sexual, a impureza está presente quando há egoísmo, pornografia, adultério, fornicação e outros pecados (I Co 6.15-20).

Nos relacionamentos com as famílias de origem o pecado está presente quando há amargura, falta de perdão, maledicência (GI 5.19-21).'

Gosto muito do conceito da “tenda sagrada do casamento”, de Gary Smaley, autor americano. Para ele, quando um casal chama Deus para fazer parte da vida conjugal está construindo uma tenda sagrada.

Um casal que deseja realmente deixar um legado para os filhos e netos, deve cultivar a presença de Deus em todas as áreas da vida a dois.

Para cultivar a santidade no casamento só tem um jeito: cultivar a presença de Deus. Deus não habita onde há pecado porque Ele é Santo ("Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo." - 1 Pedro 1:16).

Participar dos trabalhos da igreja é importante, ter um código de ética elevada também ajuda, mas é só com a presença de Deus nos corações que os cônjuges conseguirão evitar o pecado e viver a santidade que Deus deseja para a vida a dois.

Viver a santidade no casamento além de agradar a Deus, porque Ele é santo, há de causar um impacto na vida dos filhos e de todos que estiverem ao redor.

Paulo ao escrever sua carta aos Tessalonicenses exortou-os a viver uma vida de santidade ("Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação." - 1 Tessalonicenses 4:7). Esta é a vontade de Deus para todos, solteiros e casados. A luta contra o pecado, que tenta se alojar no coração de homens e mulheres, é grande e constante. Só tendo Deus presente no casamento é que a santidade será uma realidade.

Oremos:
1) Por mais santidade no casamento;
2) Para que os casais sejam santos na vida financeira;
3) Para que haja mais pureza na vida sexual no casamento;
4) Para que marido e mulher desenvolvam relacionamentos saudáveis com os familiares de seus cônjuges;
5) Para que nossos casamentos cultivem sempre a presença de Deus.

(Extraído do Livro 100 Dias de Oração
Escritor: Pr. Gilson Bifano
Diretor do Ministério OIKOS

Fonte: http://prdennermaia.blogspot.com.br/2013/10/34-dia-santidade-no-casamento-campanha.html


Pastor Gilson Bifano
(Autor do estudo)



Presb. Wilson Ribeiro e esposa
senhora Claudineide: 52 anos 
de casados. Ela também 
é professora na Escola
 Bíblica Dominical

CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário