quarta-feira, 3 de maio de 2017

MAIRINQUE - ARGANAUTO ORTOLANI - O PRIMEIRO PREFEITO DO MUNICÍPIO

APRESENTAÇÃO

Com a situação político administrativa existente no Município de Mairinque atualmente, achei por bem fazer esta postagem sobre o saudoso emancipacionista e político Sr. Arganauto Ortolani, que foi o primeiro prefeito do município recém emancipado.
Conheci-o pessoalmente e tive a oportunidade e a honra de substitui-lo como vereador na Câmara Municipal em 1979 por curto espaço de tempo uma vez que ele se licenciara para tratar da saúde.
Arganauto, além de ser o primeiro prefeito, foi também vereador e depois exerceu um segundo mandato sobre o qual falaremos de forma breve.
Homem idealista, Arganauto começou, junto de outros companheiros, a trabalhar no sentido de se conseguir a emancipação político-administrativa do então Distrito de Mairinque, que pertencia a São Roque e o objetivo foi alcançado em 1958, sendo realizadas as eleições em 1959 e em 1960 ele tomou posse como o primeiro prefeito.
Pelo idealismo e honestidade que sempre demonstrou em sua vida, creio que seja oportuno dissertar um pouquinho sobre esse pioneiro da política e da administração mairinquense.  

A ORIGEM DE ARGANAUTO E OS PRIMEIROS TEMPOS EM MAIRINQUE

Arganauto Ortolani nasceu em Capivari, SP aos 13-02-1923  e veio residir em Mairinque em 1945 para trabalhar na Estrada de Ferro Sorocabana como funcionário do Serviço Florestal
Naquele tempo as locomotivas eram movidas a vapor se utilizavam de lenha, que era produzida no Horto Florestal existente na cidade. 
Ele foi Vereador à Câmara Municipal de São Roque de 1952 a 1959. Com a instalação do Município de Mairinque, elegeu-se como o primeiro Prefeito da novel comunidade, tendo como Vice o Sr. José Francisco dos Santos (Zé Enfermeiro).
Após encerrar seu primeiro mandato, Ortolani foi Vereador à Câmara Municipal nas legislaturas de 1964 a 1969 e 1977 a 1981, tendo sido agraciado com o título de Cidadão Maiquiniquense. 


A PRIMEIRA ADMINISTRAÇÃO DE ARGANAUTO ORTOLANI
  
 Realizadas as eleições, Arganauto se tornou o primeiro prefeito do novo município. Sua esposa, sempre engajada nos movimentos sociais da localidade se chama Desa Lippi Ortolani.

A primeira batalha enfrentada pelo novo prefeito esteve relacionada as dificuldades próprias para fazer funcionar a nova prefeitura: imóveis para o executivo e Câmara Municipal, maquinário, contratação de pessoal, etc.

 Os primeiros carnês de IPTU, foram feitos por alguns funcionários e pelo próprio prefeito, com os recursos manuais existentes naquela época.

Como não poderia deixar de ser, Arganauto fez uma lista das obras prioritárias para o município e trabalhou nelas:

1 - Rede de água e esgoto (até então sob responsabilidade da Estrada de Ferro Sorocabana;
2 - Melhoria e ampliação da rede escolar ( 3 classes em Alumínio, 2 no Bairro Marmeleiro e criação do Colégio Professora Altina Júlia de Oliveira;
3 - Instalação da Obra Social Municipal (17-05-1960);
4 - Instalação do Posto de Saúde (1962);
5 - Construção do Cemitério Municipal de Alumínio em terreno doado pela CBA;
6 - Conservação das estradas municipais (construção da fábrica de tubos), construção de pontes em vários bairros.

Em 1962 o governo estadual autorizou o loteamento da Vila Sorocabana, possibilitando a expansão urbana e também a solução para o problema da água e esgoto. Cuidou-se da eletrificação rural e da melhoria das estradas.

O SEGUNDO MANDATO

No período de 1969 a 1973, já no seu segundo mandato como prefeito,  Ortolani deu continuidade a várias obras iniciadas pelo Sr. João Chesini, ferroviário. que foi o segundo prefeito.

 Deu novo impulso na pavimentação e na compra de equipamentos, destacando-se o asfaltamento na Vila Paulo Dias em Alumínio até a Rodovia Raposo Tavares.

Nesse período foi motivo de especial atenção da administração municipal a Educação e o setor esportivo, surgindo o Ginásio Municipal de Esportes e vários Centros Comunitários.

Há de se destacar ainda as medidas visando a construção de casas populares, estabelecimento de nova zona urbana e a organização administrativa com o advento do Estatuto  dos Funcionários Públicos Municipais.

 Houve ainda muito empenho para a compra do Horto Florestal, o que viria a ser conseguido na próxima administração, que seria o segundo mandato do sr. do Sr.João Chesini.

Foi em parte da área do horto que se implantou em 1975 o loteamento denominado Jardim Cruzeiro.

Fonte: Jornal O Democrata, edição de 27-10-1990, com algumas adequações na formatação.


FOTOS ILUSTRATIVAS



Arganauto e o Vice José Francisco dos Santos
(Zé Enfermeiro) -1º mandato
(fotomontagem do autor)


Com Paulo Dias, o Vice no 2º mandato
(fotomontagem do autor)


Observação: José Francisco dos Santos, o Zé Enfermeiro era enfermeiro da Estrada de Ferro Sorocaba.

Paulo Dias foi Chefe do Escritório da Cia. Brasileira de Alumínio.


Primeira Câmara Municipal -Vereadores:
1ª Legislatura - 1960-1963:
Abel Souto, Antonio César Netto, Ataliba da Silva,
João Chesine, João Lucas Ferreira, Ataliba da Silva,
Luiz Zaparolli, Orlando Silva, Raul Cavalheiro, 
Severino Simões Almeida, Waldemar Pereira, Alcides Bianco, 
Milton Lopes, Moriki Taka, Olivardo Ventura de Campos,
Benedito Romualdo Queiróz e Edu Porto Mendes.
(os seis últimos citados foram suplentes que assumiram.)


Obs. Um dos vereadores residia em Dona Catarina. Ele vinha a cavalo para participar das sessões da Câmara e pernoitava na casa de seu compadre Sr. João Chesine. Não aguentou por motivos de saúde e teve de renunciar ao mandato. 
Naqueles tempo os vereadores não recebiam subsídios.


Colégio Professora Altina Júlia de Oliveira



Horto Florestal


Primeiro Paço Municipal


Primeira Delegacia de Polícia


Primeiro banco (Caixa Econômica Estadual)


Primeira viatura policial


Primeira ambulância


Primeiro Juramento à Bandeira


Locomotiva - Um símbolo antigo de Mairinque



Estação ferroviária - 1º prédio construído com
concreto armado no Brasil



Antigo túnel sob os trilhos da ferrovia no centro da cidade


Visita do ex Governador de São Paulo à FEPEMA em 1972
(foto de Dado Zoppa)


Fonte: - Revista Comemorativa Mairinque 96 anos;
           - Site oficial da Câmara Municipal de Mairinque.


CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM



Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, pedagogo e historiador diletante. 
É presbítero em exercício da Igreja Presbiteriana do Brasil, servindo atualmente na Igreja Presbiteriana Rocha Eterna de Sorocaba.
E-mail: prebwilson@hotmail.com












Nenhum comentário:

Postar um comentário